Logo Greenpeace

[R]evolução Energética

Rumo a um Brasil com 100%
de energias limpas e renováveis

A energia é essencial para o desenvolvimento econômico de um país. É ela que abastece nossas indústrias, casas, comércios e meios de transporte. O Brasil continuará precisando de grande quantidade de energia para manter sua economia em funcionamento.

0%

IlustraçãoIlustraçãoIlustraçãoIlustraçãoIlustraçãoIlustraçãoIlustraçãoIlustraçãoIlustraçãoIlustraçãoIlustraçãoIlustraçãoIlustraçãoIlustração
IlustraçãoIlustraçãoIlustraçãoIlustraçãoIlustraçãoIlustraçãoIlustraçãoIlustraçãoIlustraçãoIlustraçãoIlustraçãoIlustraçãoIlustração
IlustraçãoIlustraçãoIlustraçãoIlustraçãoIlustraçãoIlustraçãoIlustraçãoIlustraçãoIlustraçãoIlustraçãoIlustraçãoIlustraçãoIlustraçãoIlustração

O Brasil pode continuar no mesmo caminho de hoje, utilizando fontes de energia caras e poluentes.
Se isso acontecer...

Ilustração

Ainda teremos eletricidade vindo de usinas que destroem florestas e vidas.

Ilustração

Nosso transporte continuará sendo baseado em veículos ultrapassados e poluentes, movidos a combustíveis
fósseis, como a gasolina e o diesel.

Ilustração

Estaremos desperdiçando recursos naturais e agravando as mudanças climáticas, contribuindo para aumentar eventos extremos, como enchentes em
muitos lugares e secas em outros.

Os efeitos das mudanças climáticas já estão sendo sentidos por nós e podem se agravar ainda mais com alterações irreversíveis.

O Brasil pode continuar no mesmo caminho de hoje, utilizando fontes de energia caras e poluentes.
Se isso acontecer...

Ilustração

Ainda teremos eletricidade vindo de usinas que destroem florestas e vidas.

Ilustração

Nosso transporte continuará sendo baseado em veículos ultrapassados e poluentes, movidos a combustíveis
fósseis, como a gasolina e o diesel.

Ilustração

Estaremos desperdiçando recursos naturais e agravando as mudanças climáticas, contribuindo para aumentar eventos extremos, como enchentes em
muitos lugares e secas em outros.

Os efeitos das mudanças climáticas já estão sendo sentidos por nós e podem se agravar ainda mais com alterações irreversíveis.

Nesse Brasil, nossas fontes de energia serão:

Um futuro
diferente é possível!

Podemos revolucionar a trajetória do país e construir um futuro com 100% de energia renovável!

Em 2050, o Brasil tem condições de ser abastecido apenas por fontes de energia renováveis e que não emitem gases de efeito estufa. Assim, nosso país contribuirá para o combate às mudanças climáticas e teremos um futuro mais seguro – sem racionamento ou falta de luz.

Imagine um Brasil em que nossas fontes de energia sejam assim...

Esse cenário é possível. E o Greenpeace Brasil mostra como podemos chegar lá.

Nesse futuro vamos reduzir o desperdício de energia e aproveitar melhor nossos recursos naturais. Com medidas de eficiência energética, diminuiremos em 47% a demanda de energia em 2050 comparado ao cenário em que nada é feito. Conseguiremos até consumir um quarto a menos de energia do que hoje!

Ilustração

O Brasil vai transformar o setor de transportes com maior uso de ferrovias.

47% do transporte de cargas será realizado pelo modo ferroviário.

Ilustração

O transporte público nas cidades terá mais qualidade.
Além disso, haverá mais espaço para as bicicletas e para locomoções a pé.

Ilustração

E os veículos funcionarão com motores elétricos ou usarão combustíveis não poluentes, como o etanol e o biodiesel.

Ilustração

As indústrias abandonarão os produtos de petróleo e outras fontes fósseis.

Usarão mais eletricidade (36%), mais biomassa (59%) e também a energia do sol para aquecimento (4%).

A eletricidade será essencial para substituir as fontes fósseis na geração de energia de vários setores, como nas indústrias, nas residências e nos transportes.

Ilustração

45% do consumo total de energia do país virá da eletricidade em 2050. Se nada for feito, teremos apenas 26%.

100% da eletricidade será renovável e as novas usinas instaladas no país serão principalmente painéis fotovoltaicos e parques eólicos.

O cenário [R]evolução Energética mostra que podemos ter um futuro em que:

Conseguiremos deixar de lado os combustíveis fósseis e assim eliminar as emissões de gases de efeito estufa que provocam as mudanças climáticas.

Ilustração

Nossas contas de luz serão mais baratas, já que não usaremos mais combustíveis caros e poderemos gerar nossa própria energia com placas solares nos telhados.

Ilustração

A geração de eletricidade será diversificada e descentralizada. Deixaremos de depender apenas de usinas hidrelétricas para usar muitas outras fontes renováveis espalhadas por todo o país. Isso trará mais segurança para o fornecimento e diminuirá a exposição aos riscos de “apagões”. Os custos serão menores a todos os brasileiros e muitas pessoas poderão gerar sua própria energia.

Ilustração

As hidrelétricas que hoje já funcionam continuarão provendo eletricidade. Mas não vamos precisar construir nenhuma nova usina na Amazônia, evitando a destruição da floresta e de seus povos.

Ilustração

Entenda melhor

Leia abaixo as perguntas e respostas e tire suas dúvidas sobre o relatório [R]evolução Energética

  • É um relatório publicado pelo Greenpeace em vários países em que a ONG está presente. Ele propõe uma matriz energética limpa, renovável e justa e, hoje, é uma referência global para o setor de energia. No Brasil, é publicado a cada três anos desde 2007. A edição de 2016 propõe pela primeira vez que podemos chegar em 2050 com 100% de participação de fontes renováveis na matriz de energia. E mostra em detalhes como funcionará a operação do sistema elétrico baseado apenas nessas fontes.

  • Um grupo de especialistas de instituições de renome apoiaram a elaboração do conteúdo. São eles: a equipe do Instituto de Engenharia Termodinâmica do DLR (Deutsches Zentrum für Luftund Raumfahrt ou German Aerospace Center, em inglês), da Alemanha; uma equipe do Programa de Planejamento Energético do Instituto Alberto Luiz Coimbra de Pós-Graduação e Pesquisa em Engenharia (Coppe) da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ); uma equipe do Laboratório de Transporte de Carga do Coppe/UFRJ; e especialistas da International Energy Initiative (IEI) e do Programa de Pós-Graduação em Planejamento de Sistemas Energéticos da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp).

  • Petróleo, carvão e gás natural são usados como combustíveis que geram energia ao serem queimados e liberam gases que aumentam o efeito estufa na Terra, responsáveis pelas mudanças climáticas. Desde 2005 o Brasil intensificou o uso de combustíveis fósseis e, consequentemente, aumentou as emissões de gases poluentes. Hoje, o setor de energia é o segundo que mais contribui para as mudanças climáticas no país. E, dentro deste setor, o que mais contribui para as emissões é o uso de combustíveis fósseis (principalmente diesel e gasolina) nos transportes.

  • Você pode ser parte essencial dessa revolução energética de várias formas. Uma delas é espalhando a mensagem de que um futuro com 100% de energias renováveis é possível. Precisamos cobrar do governo esse compromisso e que ele tome medidas para que esse futuro chegue mais rápido. A revolução também começa em cada um de nós e nas nossas casas: desde medidas cotidianas, como reduzir e tornar nosso consumo de energia mais eficiente, até, por exemplo, gerar nossa própria eletricidade com placas fotovoltaicas.

  • Atualmente, o setor de transportes consome um terço da energia produzida no Brasil. E mais de 80% dela vem de combustíveis fósseis. Por isso, esse setor é o mais desafiador para nossa transição energética. O cenário proposto pelo Greenpeace Brasil prevê a substituição dos derivados de petróleo por eletricidade (25%) e biocombustíveis (75%). E prevê a priorização do transporte público nas cidades para as pessoas e o uso do transporte ferroviário para as cargas.

  • Exemplos recentes de hidrelétricas na região da Amazônia, como Belo Monte, mostram que esses projetos têm efeitos colaterais graves. A construção de barragens e a inundação de áreas traz impactos irreversíveis na biodiversidade e vem acompanhada do deslocamento de famílias e alterações no modo de vida das comunidades tradicionais, além de um verdadeiro caos social na região da obra. São sinônimo de problemas ambientais e desrespeito aos direitos humanos e constitucionais – sem falar das denúncias de corrupção. Por tudo isso o Greenpeace não aceita esses projetos e mostra como é possível para o país gerar sua energia a partir de outras fontes realmente mais limpas e justas, como a solar, a eólica e a biomassa.


Notice: Undefined offset: 0 in /var/www/clients/client1/web8/web/revolucao/content.php on line 507

_naweller

Termoelétrica não! #RenovaveisJa #Ecosurf


Notice: Undefined offset: 1 in /var/www/clients/client1/web8/web/revolucao/content.php on line 507

Notice: Undefined offset: 2 in /var/www/clients/client1/web8/web/revolucao/content.php on line 507

greenpeacessa

Ontem após o treinamento solar realizado pela Vânia Stolze para os nossos voluntários e alunos da @UniversidadeSalvador. #EnergiaSolar #RenovaveisJa #Greenpeace #GreenpeaceSSA #GreenpeaceSalvador #UNIFACS #volunteers #SUNday

Edições anteriores

2016

Revolução Energética 2016 -
Rumo a um Brasil com 100% de energias limpas e renováveis

O relatório mostra como podemos chegar em 2050 com uma matriz energética que usa apenas fontes não poluentes.

2013

Revolução Energética 2013 -
A caminho do desenvolvimento limpo

O relatório propõe um caminho para atender ao crescimento do Brasil nas próximas décadas, garantindo a segurança energética.

2010

Revolução Energética 2010 -
A caminho do desenvolvimento limpo

Segunda edição do relatório mostra que 93% da eletricidade produzida no país até 2050 pode vir de fontes renováveis como solar, eólica ou biomassa.

2007

Revolução Energética 2007 -
Perspectivas para uma energia global sustentável

O relatório mostra que a energia renovável, combinada ao uso racional e eficiente de energia, será capaz de suprir metade da demanda energética global até 2050.

Capa do relatório Capa do relatório Capa do relatório Capa do relatório
Capa do relatório
Capa do relatório
Capa do relatório
Capa do relatório